GT Bible Studies    

    Portuguese    


Navigation Glad Tidings Bible Studies in Portuguese

8. JESUS E OS DOIS CRIMINOSOS Lucas 23:32-43



CONTEXTO: No Império Romano, a crucificação era usada só para os piores dos crimes. Portanto, podemos assumir que estes dois homens eram criminosos profissionais - talvez tivessem matado por dinheiro. Messias (ou Cristo) era o título do rei, de quem os Judeus estavam à espera desde os tempos do Velho Testamento.

1. Uma pessoa que est√° sempre a magoar os outros, quer fisicamente quer com as suas palavras, consegue ser feliz?
  • Porque √© que hoje em dia muitos jovens recorrem √† viol√™ncia e chegam mesmo a gostar de agredir os outros?

    2. Pensa em várias razoes pelas quais estes dois homens começaram a recorrer à violência na sua juventude?
  • Quem √© que poderia ter ajudado e feito parar estes dois homens, antes de ser demasiado tarde?
  • Consegues sempre mudar o teu comportamento, quando te d√°s conta que te est√°s a magoar a ti pr√≥prio e a magoar os outros?

    3. Os dois criminosos puderam observar o comportamento de Jesus mais de perto do que ningu√©m. Quais das suas palavras ou a√ß√Ķes podem t√™-los surpreendido mais (34-38)?
  • Porque √© que Jesus estava a defender, perante Deus, aqueles que o estavam a torturar (34)?
  • Conseguirias orar/rezar pelo teu pior inimigo: ‚Äú Deus, perdoa-lhes, porque n√£o sabem o que fazem‚ÄĚ (34)?

    4. Encontra, a partir do texto, o que é que a multidão, os chefes Judaicos, os soldados Romanos e um dos criminosos estavam a gritar a Jesus (34-39)?
  • Quais os motivos pelos quais estas pessoas estavam a tro√ßar e a zombar de Jesus (35-39)?
  • Porque √© que nenhum amigo de Jesus veio apoi√°-lo ou em sua defesa?
  • O que √© que terias feito ou dito se estivesses l√° ao p√© da cruz?

    5. O que é que fez com que um dos criminosos se apercebesse que Jesus era um rei e que tinha o seu próprio reino (37-38, 42)?
  • Compara Jesus na cruz com outros reis deste mundo. Quais s√£o as diferen√ßas mais surpreendentes entre eles?
  • O que √© que fez com que um destes homens se apercebesse que Jesus n√£o era somente um rei, mas que era tamb√©m Deus (40-41)?

    6. A maior parte dos criminosos nunca admitem a sua culpa ou que fizeram algo de errado. Então, porque é que um dos criminosos reconheceu/admitiu que a pena capital era o castigo adequado aos seus crimes (41)?
  • Mesmo nesta situa√ß√£o, porque √© que o outro criminoso n√£o admitiu a sua culpa?
  • Qual destes dois criminosos compreendes melhor: o que reconheceu a sua culpa ou aquele que rejeitou a sua?

    7. O vers√≠culo 42 contem uma s√ļplica muito pequena: ‚ÄúLembra-te de mim!‚ÄĚ Porque √© que √© t√£o importante para n√≥s, seres humanos, que as pessoas que n√≥s amamos se lembrem do nosso sofrimento?
  • Porque √© que este criminoso n√£o perguntou diretamente se seria permitida a sua entrada no reino de Jesus?

    8. O que é que este criminoso deve ter pensado enquanto ouvia a resposta que Jesus lhe dava (43)?
  • Porque √© que Jesus deixou entrar no Para√≠so (ou c√©u) um assassino?
  • Na tua opini√£o, quando √© que o criminoso come√ßou a acreditar em Jesus? Menciona o vers√≠culo.

    9. Imagina as √ļltimas horas do criminoso, que se tinha tornado crente em Jesus. Estaria feliz ou infeliz durante essas horas?
  • Talvez a m√£e, a mulher ou um filho/a do ex-criminoso estivesse presente no local. Que tipo de mem√≥rias teria a sua fam√≠lia dele?
  • Que tipo de testemunho deixou este homem √†s futuras gera√ß√Ķes, que leram sobre ele na B√≠blia?

    10.
    PERGUNTA DE BOAS NOVAS: Os port√Ķes do Para√≠so estavam abertos para o criminoso, mas por sua vez Jesus teve que entrar pelas portas do inferno. Suplicarias o mesmo que o criminoso: ‚ÄúJesus, lembra-te de mim!‚ÄĚ? Se sim, Jesus dar-te-ia a mesma resposta: ‚Äú Garanto-te que hoje estar√°s comigo no para√≠so‚ÄĚ. (Podes responder do fundo do teu cora√ß√£o)
  • (para todos responderem): Qual foi a coisa mais importante que aprendeste nesta li√ß√£o?


    ***

       
    Downloads    
    Contact us    
    Webmaster